Projeto Balder


26/08/2009


Ciclo

O molar solitário de uma prostituta
que morrera no anonimato
tinha uma aplicação de ouro.
Os restantes, como por mudo acordo tácito,
tinham caído.
O funcionário da morgue arrancou-o,
pô-lo no prego e foi dançar.
É que, dizia ele,
só o que é terra à terra deve voltar.


Gottfried Benn (1912)

(tradução de João Barrento)

Escrito por marcelo nietzsche às 00h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/08/2009


ONTEM COMECEI
A matar-te meu amor
Agora amo
O teu cadáver
Quando eu estiver morto
O meu pó gritará por ti

 

Heiner Müller

Escrito por marcelo nietzsche às 10h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/08/2009


o pior cego

é o que não quer ouvir

Escrito por marcelo nietzsche às 01h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Homem, de 36 a 45 anos, Bengali; Bangla, Tibetan, Livros, Gastronomia

Histórico